A separação invisível do casal


Um dos grandes problemas dos relacionamentos




Quando o casal ainda está na fase da conquista, ou mesmo durante o namoro e noivado, é comum eles encherem um ao outro de elogios. Não há espaço para as críticas, afinal de contas, tudo no outro parece perfeito.

Entretanto, com o passar do tempo, as críticas começam a surgir e os elogios se tornam cada vez mais escassos. O que parecia perfeito, agora já não é tanto assim. Os defeitos se tornam cada vez mais latentes e as críticas, por sua vez, passam a ser frequentes. De fã número 1, o parceiro passa a ser o crítico número 1 da pessoa amada, causando assim um distanciamento entre o casal, que começa a sofrer de “separação invisível”.

Como assim separação invisível? O bispo Renato Cardoso, apresentador do “The Love School” (“A Escola do Amor”), da TV Record, explicou durante palestra realizada no Rio de Janeiro:

“Vocês ainda estão juntos, morando em baixo do mesmo teto, estão namorando, noivos, casados a um determinado tempo, mas ao mesmo tempo separados por esse espírito de crítica. Você não gosta de ficar perto de ninguém que lhe critica, principalmente quando essa pessoa é a pessoa com quem você vive; é a pessoa com quem você dorme.”

O segredo para evitar essa separação invisível é cultivar a prática de observar os pontos fortes da pessoa amada, as suas qualidades, e não os seus defeitos. Claro que eles existem, mas ficar apontando as falhas um do outro não é produtivo para o relacionamento. “Temos que nos tornar achadores de virtudes, e não de defeitos, fãs e não críticos”, ensinou o bispo.

A esposa dele, Cristiane Cardoso, que também participou da palestra, comparou o relacionamento do casal com o nosso relacionamento com Deus. Assim como Deus não fica nos criticando, assim também não devemos criticar o nosso parceiro, ainda que sejam as chamadas “críticas construtivas”, pois, mesmo essas, quando ditas constantemente, deixam de ser construtivas para se tornarem destrutivas.

“Deus não é assim. Deus não faz isso, e você também não faz isso com Ele. Você não critica Deus. Como Deus nos faz sentir a vontade de querer mudar, de querer fazer mais por Ele, assim também é no relacionamento homem e mulher. Nós temos de ficar à vontade para mudar. Se eu faço o bem para o meu esposo, automaticamente ele vai querer me agradar. Assim é um relacionamento feliz”, destacou Cristiane.

Para finalizar, o bispo Renato aconselhou: “Seja, a partir de hoje, um achador, uma achadora de virtudes da pessoa amada, foque nisso, porque quando você elogia o comportamento de uma pessoa, você a incentiva a fazer mais. Não que você nunca deva falar dos defeitos, tem o momento e a maneira certa de fazê-lo. O que você não pode é deixar que isso se torne um hábito, pois não funciona.”

Da redação / Foto: Thinkstock
redacao@arcauniversal.com

Nenhum comentário:







Acessejá: http://sete7reais.com.br/user/?ref=vocepode

começando quando você se juntar a nós!

Acesse agora: http://www.automatrix.net.br

VOCE PODE CREIA




RECEBA NOVIDADES DE NOSSO BLOG POR E-MAIL GRÁTIS CADASTRE-SE AQUI

Últimas postagens no site

CONHEÇA NOSSA TRAJETÓRIA DE POSTAGENS